Mulheres Modernistas: Estratégias de Consagração na Arte Brasileira; Simioni, Ana Paula Cavalcanti

Como explicar o sucesso de certas mulheres no meio artístico modernista, cujo protagonismo é atribuído quase sempre a figuras masculinas? Foi justamente no Brasil que duas pintoras – Anita Malfatti e Tarsila do Amaral – se notabilizaram como as grandes pioneiras de nosso modernismo. Atenta às dinâmicas internacionais da arte moderna e em diálogo crítico com os paradigmas da historiografia da arte feminista, Ana Paula Simioni discute essa singularidade do país. O contraponto com uma artista menos reconhecida e introdutora das artes decorativas no Brasil – Regina Gomide Graz – adensa a análise com um olhar inovador para as relações entre materialidades artísticas e gênero. O êxito dessas artistas não se fez a despeito do gênero, mas por meio dele. Mulheres Modernistas suscita uma reflexão crucial e inédita sobre as oscilações históricas do reconhecimento dessas artistas.

ISBN 13: 9786557850466 

Peso: 0,582 kg

Ano: 2022

Páginas: 360

Formato: 15 x 23 cm



Cite this blog post
evaudry (2022, April 7). Mulheres Modernistas: Estratégias de Consagração na Arte Brasileira; Simioni, Ana Paula Cavalcanti. Transregional Latin America Network. Retrieved June 24, 2024, from https://doi.org/10.58079/t9sc

You may also like...

Search OpenEdition Search

You will be redirected to OpenEdition Search